Fale conosco pelo WhatsApp

Cirurgião do Aparelho Digestivo

Cirurgiões do aparelho digestivo em volta do paciente durante o procedimento
04/12/2020

O cirurgião do aparelho digestivo é um médico especializado na realização de intervenções que visam tratar doenças que acometem o sistema digestório.

O cirurgião do aparelho digestivo é um profissional capacitado a tratar, por meio de procedimentos cirúrgicos, doenças benignas e malignas que acometem o trato gastrointestinal dos indivíduos e órgãos correlatos. O médico especializado neste tipo de intervenção lida com um amplo conjunto de órgãos que compõem o sistema digestivo.

A cirurgia do aparelho digestivo pode ser dividida em algumas áreas principais, como:

  • Cirurgia Hepatobiliopancreática: área que trata das afecções do fígado, vias biliares e pâncreas;
  • Cirurgia de esôfago e estômago ou trato digestivo alto;
  • Cirurgia de cólon, reto e ânus ou trato digestivo baixo;
  • Cirurgia de parede abdominal.

Tendo em vista que algumas cirurgias digestivas são bastante complexas, é comum que os cirurgiões optem por se especializar em uma ou outra área. Assim, é possível adquirir maior experiência em um grupo de doenças mais específico.

A atuação do cirurgião do aparelho digestivo é bastante abrangente e se relaciona diretamente com outras especialidades, como coloproctologia, gastroenterologia e oncologia.

Quem é o profissional que cuida do sistema digestório?

O sistema digestivo compreende uma série de órgãos que podem ser acometidos pelas mais diferentes patologias. Várias especialidades médicas tratam doenças do aparelho digestório, destas destacamos a gastroenterologia e a cirurgia do aparelho digestivo. A depender do problema apresentado, o paciente precisará recorrer a um ou outro especialista.

O cirurgião do aparelho digestivo é o profissional mais indicado quando o tratamento da doença requer uma intervenção cirúrgica. No entanto, nem todas as doenças do aparelho digestivo requerem uma operação para o seu tratamento. Nestes casos, o médico gastroenterologista costuma ser o responsável pelo acompanhamento do paciente.

Para se tornar um cirurgião do aparelho digestivo, o médico deve inicialmente fazer residência na área de Cirurgia Geral e depois se especializar em intervenções no sistema digestório. O Dr. Iron Pires escolheu se aprofundar em uma área ainda mais específica: a de cirurgia hepatobiliopancreática, que abrange o tratamento de doenças que afetam o fígado, pâncreas e vias biliares. O transplante de fígado é outro procedimento que faz parte da área de atuação do especialista.

O que é uma cirurgia digestiva / gastrointestinal?

Apesar de o termo cirurgia gastrointestinal ser muito utilizado como sinônimo de cirurgia digestiva, é importante notar algumas diferenças conceituais entre eles. A cirurgia digestiva engloba os procedimentos cirúrgicos realizados sobre qualquer órgão do aparelho digestório, como fígado, pâncreas, intestinos e ânus. Já o termo cirurgia gastrointestinal, se levado ao pé da letra, refere-se apenas às intervenções sobre o estômago e intestinos.

Existe uma grande lista de patologias que podem ser tratadas a partir de uma cirurgia no sistema digestório, como: pedras na vesícula, hérnias inguinais, hérnias de hiato, tumores benignos e malignos, obesidade, entre outros.

As cirurgias sobre os órgãos do aparelho digestivo podem ser realizadas através da realização de grandes incisões (cortes) no abdômen ou de maneira minimamente invasiva, com a utilização da videolaparoscopia e cirurgia robótica.

A escolha pela técnica mais adequada cabe ao cirurgião, que fará uma avaliação criteriosa e individualizada do caso. Alguns dos critérios que são considerados para definir a metodologia a ser utilizada são o estado geral do paciente, o tipo de problema de saúde a ser tratado, os riscos envolvidos no procedimento e os benefícios que cada tipo de intervenção pode trazer.

No que diz respeito ao trabalho do Dr. Iron Pires, sua atuação como cirurgião do aparelho digestivo abrange principalmente o tratamento de doenças que acometem o fígado, vias biliares e pâncreas. As principais enfermidades que necessitam de intervenção cirúrgica nessa área são as metástases hepáticas, o adenocarcinoma de pâncreas e cânceres primários de fígado.

Dentre os tumores malignos do fígado, o Dr. Iron dedica atenção especial ao tratamento dos colangiocarcinomas — tumores malignos bastante agressivos que se desenvolvem nos ductos biliares. Esta é uma doença considerada rara, necessitando de cuidado especializado.

Saiba mais sobre o transplante de fígado

O transplante de órgãos do aparelho digestivo é mais um tipo de operação que está dentro do escopo de atuação do cirurgião do aparelho digestivo. Este tipo de intervenção é caracterizado pela remoção de um órgão doente, que é substituído por um equivalente saudável. Trata-se de uma operação delicada e complexa, que demanda bastante conhecimento técnico por parte do especialista.

O procedimento de transplante de fígado pode ser realizado com o órgão de um paciente que acabou de falecer, em estado de morte encefálica, ou intervivos — quando um doador vivo cede parte do fígado para um paciente que está precisando. Em ambos os casos, é necessário verificar a compatibilidade entre o órgão doado e o receptor, para viabilizar a cirurgia.

A cirrose hepática é a principal condição que leva à necessidade de um transplante de fígado. A presença de alguns tipos de tumores também pode fazer com que seja necessário substituir o fígado do paciente, assim como a existência de doenças que destroem os canais biliares, ou situações em que ocorre insuficiência hepática aguda.

Cirurgia de parede abdominal

Historicamente, na medicina, o tratamento das hérnias da parede abdominal sempre ficou sob a responsabilidade da cirurgia geral. Entendendo-se a cirurgia do aparelho digestivo como um refinamento da cirurgia geral, é natural que os cirurgiões digestivos tenham se dedicado também ao estudo das doenças da parede abdominal.

As hérnias da parede abdominal são um problema muito frequente, mas nem sempre de simples tratamento. Os tipos mais comuns são: hérnia umbilical, inguinal e incisional.

Esta é uma área que foi positivamente impactada pelo recente desenvolvimento de tecnologias e materiais. Hoje, muitas vezes, as técnicas minimamente invasivas podem ser empregadas mesmo para o tratamento de hérnias complexas.

O Dr. Iron Pires também procurou se especializar no tratamento das hérnias da parede abdominal. Junto com alguns colegas fundou a Hernia Clinic, uma clínica que oferece atendimento aos portadores de hérnias abdominais.

Quem deve procurar o cirurgião do aparelho digestivo?

Em geral, os pacientes chegam ao consultório de um cirurgião do aparelho digestivo por encaminhamento de um médico das áreas de gastroenterologia, oncologia ou hepatologia. Nestes casos, o profissional já diagnosticou uma enfermidade nos órgãos do sistema digestório e recomendou a avaliação de um cirurgião para que seja identificada a melhor forma de tratamento.

O cirurgião do aparelho digestivo deverá, então, avaliar as características clínicas do paciente e confirmar se a intervenção cirúrgica é a opção mais adequada para o tratamento do problema. A indicação da cirurgia é sempre individualizada, respeitando as necessidades e características clínicas de cada paciente.

Para saber mais sobre o trabalho do Dr. Iron, entre em contato e agende uma consulta!

Fontes:

Ministério da Saúde;

Dr. Iron Pires.