Fale conosco pelo WhatsApp

Qual médico cuida do fígado?

imagem de qual médico cuida do figado
09/04/2021
É normal ter dúvidas sobre as especialidades médicas, sobre qual profissional atende determinadas patologias, por exemplo, qual médico cuida do fígado, do pâncreas e das vias biliares?O fígado é um órgão vital e que desempenha várias funções distintas no nosso organismo. Uma grande variedade de patologias pode acometê-lo.

Há mais de uma especialidade médica que cuida de problemas no fígado. As mais comuns são a gastroenterologia, hepatologia e cirurgia do aparelho digestivo. A depender de qual doença estamos lidando um desses especialistas pode ser o mais indicado.

É difícil para o paciente saber qual especialista procurar quando está diante de uma suspeita de doença no fígado. Uma distinção importante e bastante prática é que problemas que necessitam de tratamento cirúrgico, certamente, irão requerer a avaliação de um cirurgião. O cirurgião que realiza operações sobre o fígado, pâncreas e vias biliares é o cirurgião do aparelho digestivo, especializado nessa subárea (cirurgia hepatobiliopancreática).

Para doenças que não necessitam de tratamento cirúrgico, um médico da área clínica, como o gastroenterologista e o hepatologista, podem ser os mais indicados.

Para saber qual especialista procurar em caso de necessidade é preciso entender as diferenças de atuação entre essas especialidades médicas e conhecer um pouco sobre as doenças que podem acometer o fígado. Abaixo detalhamos melhor esses assuntos.

Existe mais de uma especialidade médica que cuida das doenças do fígado. Para escolher o médico correto é fundamental entender as diferenças entre essas especialidades e conhecer melhor as doenças que podem acometer esse órgão tão importante.

Como se dividem as especialidades médicas?

A gastroenterologia é a área da medicina que cuida dos problemas do sistema digestivo como um todo. Ela pode ser dividida em diferentes subáreas. As doenças que acometem o fígado, pâncreas e vias biliares compõe uma dessas subáreas e costumam ser estudadas em conjunto.

É comum que os médicos se especializem em temas cada vez mais específicos. O conhecimento médico se expande rapidamente e é difícil que os profissionais se mantenham atualizados em assuntos muito diferentes. Em se tratando de doenças raras e doenças graves é fundamental poder contar com um médico altamente especializado no assunto.

Conheça melhor as especialidades médicas que cuidam do fígado:

  • Gastroenterologista: Trata-se de um médico que fez residência em Clínica Médica e após se especializou em gastroenterologia. Está apto a cuidar de problemas relacionados a todos os órgãos do aparelho digestivo, como: esôfago, estômago, fígado e intestinos. Pode ter maior ou menor experiência com doenças hepáticas. Nessa especialidade o médico não é treinado para realizar cirurgias.
  • Hepatologista: É um médico com uma especialidade clínica que faz treinamento específico na área de doenças do fígado. Costuma ter mais experiência nessa área que em problemas relacionados a outros órgãos do aparelho digestivo. Não é um médico apto a realizar cirurgias.
  • Cirurgia do Aparelho Digestivo: É um médico, especialista em cirurgia geral, que se dedicou a uma especialização complementar referente aos problemas do aparelho digestivo. Para atuação em cirurgia de fígado, esses cirurgiões costumam se dedicar ainda a um período de treinamento específico na área. Cirurgias de fígado, pâncreas e transplantes são procedimentos de altíssima complexidade e que demandam longo tempo de formação.

Qual médico cuida do fígado e quais as principais patologias?

Existem algumas patologias do fígado, vias biliares e pâncreas que são mais comuns e podem ser diagnosticadas pelo médico que cuida do fígado, como:

  • Cálculos (pedras) da vesícula e das vias biliares;
  • Tumores benignos e malignos do fígado, vias biliares e pâncreas;
  • Metástases hepáticas;
  • Cirrose hepática;
  • Acúmulo de gordura no fígado (esteatose);
  • Hepatites virais e por outras causas;
  • Pancreatites aguda e crônica.

Algumas condições podem demandar tratamento cirúrgico, como alguns tumores hepáticos e a presença de pedras na vesícula. Nesses casos o cirurgião deverá sempre ser consultado.

Outras, como as hepatites e a esteatose, são doenças que poderão ser acompanhadas em consultório por um gastroenterologista / hepatologista e tratadas com uso de medicações, nem sempre sendo necessária a realização de uma cirurgia.

Não é raro, também, que o paciente precise de acompanhamento tanto de um médico da área clínica quanto de um cirurgião. No caso de pacientes com cirrose isso é muito comum. O acompanhamento da doença em fases iniciais é geralmente feito por um gastroenterologista / hepatologista, mas à medida em que a doença evolui e um transplante de fígado passa a ser considerado, a avaliação de um cirurgião apto a realizar o procedimento será necessária.

Portanto, além de saber qual médico cuida do fígado é importante verificar se a especialização do profissional atende as necessidades específicas do caso. A seguir conheça algumas das principais patologias relacionadas ao fígado, vias biliares e pâncreas.

Tumores benignos do fígado

Apesar de raramente trazerem risco de complicações é importante a avaliação de um especialista para que o diagnóstico seja estabelecido de forma correta.

Entre as ocorrências possíveis incluem-se os adenomas, hemangiomas e hiperplasia nodular focal.

Colangiocarcinoma

O colangiocarcinoma consiste em um tumor maligno raro localizado nos ductos biliares. A patologia pode desenvolver-se em diferentes pontos desses canais, podendo ser classificada como intra-hepática, perihilar e distal.

Cirrose hepática / Transplante de fígado

O transplante de fígado é um procedimento complexo no qual é feito a substituição de um fígado doente por um órgão saudável de um doador.

O transplante de fígado pode ser motivado por diferentes condições que comprometem o bom funcionamento e integridade desse órgão, como alcoolismo, hepatites, doenças autoimunes, distúrbios metabólicos e presença de gordura no fígado.

Devido à complexidade técnica da cirurgia de transplante de fígado é fundamental que ela seja conduzida por uma equipe especializada.

Além de saber qual médico cuida do fígado é fundamental saber se o profissional escolhido é especializado na área, com conhecimento e experiência nesses procedimentos específicos do fígado, vias biliares e pâncreas. Saiba mais sobre a formação e experiência do Dr. Iron Pires aqui!

Fontes:

Dr. Iron Pires